12 de jun de 2006

Sou eu

Complexa
E no caminho do BEM
Espalhafatosa
com um certo charme

Não tente me entender
Nem eu consigo
E é bom assim

Adoro as diferenças
Não tenho código de barras
Nem número de série
Exclusividade
Aquela coisinha que "só você tem"

Uma em várias
Todas em uma
Afasta a rotina
Assusta o tédio

Intensidade
Uma certa infantilidade
Rir da vida
É assim que eu gosto
É assim que eu brinco

Um dia de cada vez
Para sentir o gosto
E lembrar para sempre

Detesto planos
Odeio metas
Essas coisas me irritam
Fazem com que eu saia correndo
Que eu chame a minha mãe
Mesmo que de forma figurada

Não sei guardar raiva
Mágoas duram mais do que deveriam
Mas vão sumindo

Nostálgica
Presa o passado
Os velhos amigos e as rodas de chopp

Porque eu não quero só ficar bem na foto
Não acredito em um simples registro,
Eu quero é dizer pra que eu vim!

Nenhum comentário: