2 de abr de 2005

Fim ao sofrimento.




Cresci em uma família católica, tenho alguns parentes muito apegados a religião e umas tias bem carolas. Com essa convivência toda, eu também segui durante muito tempo o catolicismo.
Hoje posso dizer que sou uma meia católica, não praticante... não sei como me rotular. Até violão na missa eu toquei.
As vezes frequento o kardecismo, outras vezes penso em ir ao budismo, mas enfim...
Hoje eu acredito piamente em um Deus que olha por nós e nos protege e que mesmo com o mundo do jeito que está, tudo tem um propósito, causa e consequência.

Hoje o Papa morreu. Agora ele podera descansar em paz, depois de um papado de 26 anos. Confesso que o admirava de uma certa maneira, mesmo não concordando com algumas diretrizes da igreja católica.
Penso que se 1/3 do mundo fosse tão dedicado como ele, não estaríamos assim.

Ainda tenho fé que pessoas iluminadas, independente do credo, partido político ou qualquer outro tipo de opinião continuem a sua trilha. Um povo sem esperança é um povo apagado.

Será que estamos perdendo a nossa fé?

Nenhum comentário: